dados-top2017

Artistas
Igreja Episcopal Brasileira

Igreja Episcopal Brasileira (3)

Praça Olavo Bilac, 63

12h00Quarteto TAU
13h30Coro Collegium Musicum de SP
15h00Madeira de Vento


A Associação Colegium Musicum de São Paulo dedica-se ininterruptamente desde 1962 ao canto coral, e é a principal organização dedicada a musica vocal em São Paulo.

O grupo foi fundado em 1962 por Ronaldo Bologna e teve como regentes os maestros Roberto Schnorrenberg, Abel Rocha e Marieddy Rosseto. Em 2011, Bruno Facio assumiu a regência do grupo.

Especializado no repertório pré-clássico, nos últimos anos o Collegium Musicum vem afirmando cada vez mais sua versatilidade e seu ecletismo, tendo sido convidado para participar de encontros e festivais, programas de televisão e rádio, espetáculos teatrais, concertos sinfônicos e óperas, além de manter a produção de seus próprios concertos.

Madeira de Vento

João Francisco Correia, clarineta
Michel Moraes, clarineta
Fernando de Oliveira, clarineta
Mário Marques, clarineta/clarone
Otinilo Pacheco, clarone

Em 1998 nasceu o quinteto de clarinetes de repertório eclético, com ênfase em música brasileira, a fim de despertar no público o interesse e gosto por esse verdadeiro e valioso tesouro cultural. No repertório, o Madeira de Vento passeia por várias paisagens musicais, desde obras escritas originalmente para o quinteto, até peças arranjadas, misturando música erudita e popular. Em 2002, o grupo gravou o CD “Chovendo Canivetes” onde apresenta um inventário da história do clarinete no Brasil. Em 2010, o CD “Assanhado” que reverencia grandes mestres brasileiros. O grupo tem se apresentado com regularidade nas principais salas e eventos da capital e do interior paulista. Apresentou-se também nos EUA, Canadá, China e recentemente na Itália.

Quarteto TAU

Breno Chaves, violão
Fábio Bartoloni, violão
Daniel Murray, violão
José Henrique de Campos, violão

O prazer de provocar uma boa conversa é renovado a cada apresentação do Quarteto TAU. As frases musicais substituem as palavras para criar um diálogo afinadíssimo entre quatro violonistas de destaque no cenário musical.

O TAU nasceu com o propósito de ampliar o repertório de música de câmara para violões. Eles transpõem a formalidade das apresentações eruditas, sem perder o virtuosismo e trazem para as cordas vários estilos como erudito, choro, baião, bossa nova. No inovador trabalho do TAU, os violões assumem diferentes vozes e gera correspondências inusitadas, divertidas, emocionantes, capazes de envolver o público.

lateral-dados

Go to top